• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT participa de ação nacional de inspeção em hospitais psiquiátricos

  • Atendimento corregedor
  • Banner Seminario Racismo
  • Aviso de Desfazimento 2019
  • Banner eliminacao
  • banner protocolo
  • Banner audin
  • abaixo assinado trabalho escravo

MPT participa de ação nacional de inspeção em hospitais psiquiátricos

Brasília - Desde a última segunda-feira (3), o Ministério Público do Trabalho participa de inspeções em hospitais psiquiátricos, em ação articulada com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Ministério dos Direitos Humanos e Conselho Federal de Psicologia. As inspeções, que terminam na sexta-feira (7), alcançarão 40 unidades de internação psiquiátricas públicas e privadas, em 17 estados brasileiros e um universo de mais de 6,2 mil profissionais da saúde. 

No caso do MPT, o foco foi verificar se as unidades de saúde cumprem as normas de saúde e segurança dos profissionais da saúde, investigar possíveis fraudes trabalhistas nas contratações em saúde e mesmo a utilização fraudulenta do trabalho com finalidades terapêuticas. Até o momento, os problemas detectados preliminarmente são relacionados a descumprimentos da Norma Regulamentar nº 32 do Ministério do Trabalho, como a inexistência ou insuficiência dos programas obrigatórios de saúde e segurança no trabalho dos profissionais de saúde; ausência de controle da imunização dos profissionais de saúde; riscos ambientais decorrentes de deficiências estruturais das unidades e adoecimento mental dos próprios profissionais de saúde.

As inspeções foram realizadas nos seguintes estados: AC, AL, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MG, MT, PB, PE, PR, RJ, RS, SC e SP. Mais de 45 procuradores do Ministério Público do Trabalho atuaram diretamente nas inspeções ou indiretamente no suporte à organização dos trabalhos.

“As estruturas dos hospitais visitados no interior de São Paulo precisam ser melhoradas por meio de reformas em cozinhas, lavanderias, banheiros e outros ambientes onde os empregados se ativam, especialmente nos prédios dedicados ao atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde”, alerta a coordenadora da Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (CONAETE), Catarina von Zuben, que participou de inspeções no Instituto Bezerra de Menezes, em Espírito Santo do Pinhal, e no Instituto Bairral de Psiquiatria, considerado o maior hospital psiquiátrico da América Latina.

Além dos problemas estruturais, os profissionais do MPT e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Campinas aguardam documentação para verificar se há o descumprimento de itens da normas de saúde e segurança do trabalho.

Ação Articulada - As inspeções decorrem de articulação iniciada entre a Comissão Extraordinária de Saúde do CNMP e o Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e que faz parte do Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. Contou com a adesão posterior do Ministério Público do Trabalho e Conselho Federal de Psicologia. Cada entidade possui pauta de atuação própria, porém convergente na tutela de direitos humanos e coletivos. As trocas de informações potencializaram as atuações especificas de cada entidade além de permitir uma visão multidisciplinar. 

O CNMP articulou a participação de diversos Ministérios Públicos Estaduais, por suas Promotorias com atribuição em Saúde, com enfoque na verificação da observância da Lei nº 10.216/2001, que trata a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

O MNPCT possui atribuição legal de fiscalização para prevenção e combate de violações a direitos humanos em unidades de privação de liberdade, entre as quais, por definição legal, se inserem hospitais psiquiátricos. O Conselho Federal de Psicologia tem atribuição legal para a fiscalização do desenvolvimento das atividades profissionais dos psicólogos.

O MPT, por sua vez, possui atuação nacional em unidades de saúde buscando a observância das normas de saúde e segurança dos profissionais da saúde, bem como atuação na prevenção de fraudes trabalhistas nas contratações em saúde e mesmo a utilização fraudulenta do trabalho com finalidades terapêuticas.

Estas entidades nacionais articularam cronograma e metodologia de atuações simultâneas em unidades de internação psiquiátrica definidas como prioritárias em face de critérios como: quantitativo de leitos; rotatividade dos leitos; morbidade; indicações prévias de descredenciamento por parte do Ministério da Saúde em avaliações passadas; existência de ações por parte do Ministério Público para a desinstitucionalização de pacientes.

A ação nacional é um diagnóstico institucional, não uma análise individual de situações. Todo o material produzido será consolidado em relatórios regionais e em relatório nacional como base para subsidiar investigações específicas em face dos indícios de irregularidades identificadas. Também servirão de referência para a melhoria das políticas públicas na saúde mental e, particularmente no aspecto trabalhista, gestão de saúde que tenha a atenção à higidez e segurança no trabalho dos profissionais de saúde.

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos